Photo: Pixabay
Photo: Pixabay

Parcerias Colaborativas

Sua escola está cumprindo o plano de Deus quanto ao desenvolvimento harmonioso das faculdades físicas, mentais e espiritual?

Learning September 11, 2017

Ser educador, na Escola Adventista, implica em a ter clareza de quais são os propósitos da educação cristã. Também em dar sentido não só ao conhecimento, mas a ação envolvida nesse processo. Que tipo de ensino diferencia a Escola Adventista das demais?

Ensinamos por meio de uma aprendizagem voltada ao desenvolvimento de competências e habilidades. O centro da educação redentiva, ajuda a construir conceitos de formação para a vida.

Nesse modelo de formação, o importante é que o estudante seja capaz de aplicar o conhecimento. Dessa forma a aprendizagem passa a ser ativa e efetiva.

Quando o foco é apenas o conteúdo, a quantidade exerce mais pressão sobre ritmo da sala de aula, do que a reflexão, autonomia e a tomada de decisões.  No entanto, nossa meta é a formação de cidadãos para essa terra e para a pátria por vir.  Para tal é preciso que o alinhamento filosófico e metodológico seja realizado através da cooperação e do diálogo entre os professores.

Sua escola está cumprindo o plano de Deus quanto ao desenvolvimento harmonioso das faculdades físicas, mentais e espiritual?

  1. Algumas escolas privilegiam mais a faculdade intelectual em detrimento das outras. Ensine com profundidade, apresente os conteúdos de forma prática e útil para a vida do aluno, evitando excesso de conteúdo com memorização dissociada da reflexão
  2. A intervenção do professor é um elemento essencial. Dialogue com seus alunos, para entender quais são as reais dificuldades de aprendizagem deles. Tenha critérios bem definidos. Estabeleça novas relações a partir das respostas dos alunos. Reelaborar a aprendizagem é transformar o conhecimento científico em algo prático que esteja ligado ao cotidiano do aluno.
  3. A expectativa dos professores sobre o êxito de aprendizagem dos alunos determina em grande parte o sucesso acadêmico. Nesse sentido a aprendizagem é favorecida quando associada ao diálogo positivo, parcerias de estudo em grupo ou construção de conceitos relacionado à prática.
  4.  A reflexão ativa e coletiva dos professores sobre qual é o papel de cada um na construção do trabalho pedagógico deve ser um exercício permanente. Portanto é fundamental a unidade de ação por parte do corpo docente.
  5. O aluno precisa desempenhar um papel ativo, o ensino deve partir da experiência e da pesquisa. Os saberes precisam ser construídos com a participação de todos os protagonistas do processo educativo.
  6. Trabalhe em grupo. Quando a equipe docente está engajada no mesmo foco, as soluções acabam ficando mais ligadas às parcerias educacionais do que a modelos de aprendizagem. Defendemos a ideia da parceria colaborativa como importante estratégia para a formação de professores. Essa insere um novo papel ao docente, mediador na problematização dos objetos de estudo, e os alunos tornam-se participantes críticos e ativos desse processo.

Discuta com seus colegas/professores: Que implicação as suas aulas ou proposta curricular têm na salvação dos alunos? Estamos todos trabalhando com o mesmo propósito?

Referências

PIMENTA, S.G. e GHEDIN, E. (Orgs). Professor Reflexivo no Brasil: gênese e críticade um conceito. São Paulo, Cortez, 2002.

SCHINETZLER, R. P. O professor de ciências: problemas e tendências de sua formação. In SCHINETZLER, R. P. e ARAGÃO, R. M. (Orgs). Ensino de Ciências: fundamentos e abordagens. Campinas, R. Vieira Gráfica e Editora Ltda, CAPES/UNIMEP,2000.

____________. A investigação-ação e o desenvolvimento profissional docente. (mimeo) 2014,13p.

ZEICHNER, K. M. A formação reflexiva de professores: Ideias e práticas. Lisboa, Educa,2002

WHITE, E. G. Conselhos a professores, pais e estudantes. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2007.

______. Educação. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2008.


Nota: Artigo escrito e postado em Português

Author

Suzete Maia

Suzete Araujo Aguas Maia, é doutorando do curso Distúrbios do Desenvolvimento, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, mestre em Educação pelo UNASP, campus Engenheiro Coelho, Brasil, concluiu especialização em Didática e Prática de ensino, Suíça, atuou como professora, coordenadora pedagógica, gestora escola e atualmente é a Diretora de Graduação do UNASP, campus Hortolandia. Trabalha há 22 anos na Educação Adventista. 

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *